|

Governo reduz imposto sobre a gasolina para evitar aumento do preço nas bombas

A partir de 1º de novembro, a Petrobras elevará em 10% o preço da gasolina nas refinarias e em 2% o preço do óleo diesel. Para evitar o repasse dos preços aos consumidores, o governo irá reduzir os tributos sobre esses produtos.
O Ministério da Fazenda já havia informado, em nota, que seriam reduzidas as alíquotas da taxa Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sobre a gasolina e o óleo diesel.

O objetivo, segundo nota do Ministério, é "amenizar flutuações de preços internacionais do petróleo e garantir a estabilidade dos preços dos combustíveis".

A medida combina as necessidades da petroleira, que vem mantendo preços defasados em relação ao mercado internacional, com a preocupação do governo de evitar novas pressões sobre a inflação.

A Petrobras buscava há algum tempo a anuência do governo para aumentar o preço dos combustíveis para aliviar o caixa da empresa após aumentos de custos, principalmente com importações de gasolina em meio ao grande consumo de combustíveis no mercado brasileiro.

Segundo a Fazenda, a partir de 1o de novembro e até 30 de junho de 2012 a alíquota da Cide para a gasolina passará de 0,192 real para 0,091 real por litro. No caso do óleo diesel, irá de 0,07 real para 0,047 real por litro.

Uma fonte do governo informou que a elevação da gasolina e do diesel nas refinarias será exatamente proporcional à queda da Cide, o que vai neutralizar a medida para os preços no varejo, como deseja o Planalto, que se esforça para manter a inflação sob controle. Existe uma preocupação de que a inflação estoure o teto da meta oficial neste ano, de 6,5 por cento pelo.

As informações são do Yahoo Finanças.

Postado por Fabrício Marques no(a) sábado, 29 de outubro de 2011 às 10:03. Categoria: . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias