|

Mitos e verdades sobre combustiveis

Descer a serra em ponto morto, fechar todos os vidros e até aumentar a calibragem dos pneus. Todo mundo tem o seu jeitinho para economizar alguns reais na hora de encher o tanque. Mas entre mitos e mecânica, o que será que realmente funciona e o que pode danificar o motor do seu veículo? Ricardo Bock, professor da FEI (Faculdade de Engenharia Industrial) colocou à prova algumas das mais conhecidas lendas de combustível. Tire suas dúvidas abaixo.

O vácuo reduz o consumo de gasolina?
Verdade - Essa é aconselhável somente para quem disputa provas de Fórmula 1, pois o condutor perde a visibilidade e o poder de reação. Toda vez que se diminui a resistência do ar, o veículo adquire mais velocidade, com menos esforço do motor. Uma tática arriscada para as ruas, pois os poucos reais economizados na cola da traseira de caminhões, podem causar acidentes bem mais graves.

Misturar álcool com gasolina gera economia em carros flex?
Depende - Com a oscilação do preço dos combustíveis, fica difícil apontar qual é o mais econômico. A única alternativa é recorrer à calculadora e fazer a velha e boa conta de custo por quilômetro rodado. Abasteça o auto com um só combustível e veja o quanto ele roda. Depois é só repetir o processo com o outro.

Descer em ponto morto economiza mais gasolina?
Mito - A não ser que você tenha uma antiguidade na garagem, esse mito não existe mais. Na maioria dos veículos atuais, andar engrenado consome menos do que "na banguela", em função do sistema de gerenciamento da injeção do motor. Em automóveis com carburador isso até pode ser verdade, mas mesmo nesses casos, a falta de segurança não compensa (necessidade de troca de marcha, motor apagar, travar a direção e o freio).

Andar com o pneu mal calibrado aumenta o consumo de gasolina?
Verdade - A superfície de contato do pneu com o chão aumenta nesse caso, o que gera mais atrito e resistência ao rolamento. Com uma força de resistência maior atuando, o carro é mais exigido, o que gera um consumo maior. A dica é encher o pneu de acordo com as orientações do manual do fábricante.

Jogar balas de naftalina no tanque aumenta a potência do motor?
Depende - A prática era bastante utilizada nos anos 70. Feita de breu e talco, a naftalina era usada em motores de baixa rotação para dar mais velocidade à combustão da gasolina. Funcionava. Mas a boa arrancada trazia consigo resíduos acumulados no tanque de combustível, o que recheou as carteiras de muitos mecânicos.

Dirigir devagar consome menos combustível?
Mito - A melhor maneira para economizar é trabalhar no ritmo do motor. O ideal é andar na região do torque máximo, uma rotação que vem indicada no manual do veículo. Se você nem sabe onde ele fica, basta olhar no próprio velocímetro, que traz algarismos indicando a hora da troca de marcha. Assim, o carro andará na sua potência ideal, o que resulta no consumo mais baixo possível.

O que gasta mais: viajar de vidro aberto ou com ar-condicionado?
Depende - Eliminando todas as variáveis (potência do carro, consumo do ar e aerodinâmica), andar com o vidro escancarado não é aconselhável para velocidades acima de 70 km/h, quando a resistência do ar trabalha de forma mais intensa, influenciando a velocidade do veículo. Nesses casos, o ar-condicionado é o mais recomendado, embora o seu uso reduza a potência do motor. Se for para economizar a qualquer custo, ligue apenas o ar-ventilado e boa viagem.

Gasolina aditivada vicia o motor do carro?
Mito - A gasolina aditivada serve para prevenir as passagens de combustível com orifícios menores. Os aditivos agem como detergentes limpadores de circuito, deixando a menor quantidade possível de depósitos. O problema acontece quando o motor está muito sujo - com o combustível comum e de má qualidade - e recebe esse produto repentinamente. As impurezas acumuladas podem entupir os bicos injetores e danificar o motor.

Fonte: Guia da Semana

Postado por Fabrício Marques no(a) sábado, 23 de maio de 2009 às 15:45. Categoria: . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias