|

Presente de Natal

Fabrício Marques de Oliveira

Quando eu era pequeno, já a alguns anos atrás, me admirava com as festividades natalinas. Vivia observando as casas iluminadas com centenas de lâmpadas, pinheiros enfeitados com muitas bolinhas coloridas, guirlandas penduradas na porta da sala... Tudo lembrava aquele dia especial: praças, árvores, e até estabelecimentos comerciais. Os lojistas não poupavam esforços para decorar o ambiente.

O espírito natalino estava presente em todos os corações! E eu, encantado com a história do Bom Velhinho que meus pais contavam e que também passavam nos desenhos, ficava ainda mais admirado por ele conseguir alegrar o coração de milhões de crianças em apenas um dia.

Imaginava como seria o trabalho dele ao longo do ano. Deveria montar muitos brinquedos, para ambos os sexos. Além de produzi-los, ainda diversificava: meninos recebiam bola, peteca, pião... e as meninas recebiam bonecas (de diversos modelos), estojos de maquiagem...

E alguns pontos me intrigavam, e ninguém sabia responder.

Quem ajudava Papai Noel nesta longa tarefa?

Infelizmente nunca pude visitar a fábrica de brinquedos. Não sei se os 7 anões, a Branca de Neve, esses personagens da história infantil, colaboravam com o velhinho. Talvez sim, talvez não. Seria ótimo se um grande pelotão pudesse ajudar na montagem dos brinquedos!

E as renas, o que faziam durante todo o ano?

Bom, só de saber que no dia 25 de dezembro teriam que dar a volta ao mundo distribuindo os presentes, visitando casas nos grandes centros ou escondidas no interior de um vale, já estaria satisfeito. Mas eu achava que não se restringia a isso. Assim como Papai Noel trabalhava durante o ano, no meu pensamento, elas também exerciam um outro papel importante. Como conheciam todos os cantos do mundo, circulavam por ele atrás de matéria-prima, abastecendo a fábrica e não deixando que a produção parasse.

E um outro fato muito curioso me intrigava: como fazia o Bom Velhinho pra descobrir qual presente cada criança desejaria ganhar, para produzi-lo muito antes do Natal?

Esta dúvida meus amigos, confesso não ter idéia. Mas uma certeza eu tenho: ele acerta! Digo isto não “apenas” por ver as crianças felizes com seus presentes. Ele é capaz de muito mais. Foi capaz de colocar em meu caminho um grande presente, o qual agradeço de coração: SUA AMIZADE!


Feliz Natal e Próspero Ano Novo!!!


São os mais sinceros votos

de Fabrício Marques.

Postado por Fabrício Marques no(a) quinta-feira, 24 de dezembro de 2009 às 20:35. Categoria: , . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias