|

Ônibus espacial Endeavour é transportado para museu nos EUA

O ônibus espacial Endeavour está sendo transportado, por terra, para o Centro de Ciência da Califórnia, onde ficará em exibição após ser aposentado pela agência espacial dos Estados Unidos, a Nasa. A passagem da aeronave de 77 toneladas, que é transportada em um reboque gigante com 160 rodas, causa alvoroço nas ruas de Los Angeles, onde centenas de pessoas param para observar e tirar fotos.

A jornada terrestre do Endeavour começou antes do amanhecer de sexta-feira, quando ele saiu do Aeroporto Internacional de Los Angeles. Ao longo de dois dias, o ônibus espacial vai percorrer 19 quilômetros, com uma velocidade máxima de 3 quilômetros por hora, até chegar ao museu de ciência, na noite deste sábado, onde será a principal atração de uma nova exposição.

O ônibus espacial Endeavour chega à arena “The Forum” para um parada durante seu trajeto para o California Science Center (Foto: Kevork Djansezian/AFP)

No percurso a polícia precisou interromper o tráfego em alguns trechos da rodovia além de linhas de transmissão de energia que tiveram de ser desligadas. O custo estimado do transporte é de US$ 10 milhões.

Antes de o ônibus espacial passar, com suas asas que tem uma envergadura de 24 metros, cerca de 400 árvores precisaram ser cortadas ao longo do percurso, cabos de telefone e energia foram elevados e placas de aço foram colocadas em alguns pontos das ruas para proteger o asfalto e as galerias subterrâneas. Não foi possível desmontá-lo para o transporte, pois isso arruinaria algumas peças delicadas.

O mais novo dos ônibus espaciais da Nasa, o Endeavour, substituiu o Challenger, que explodiu durante uma decolagem em 1996, matando sete astronautas. Ele deu a volta na Terra quase 4,7 mil vezes e percorreu cerca de 198 milhões de quilômetros. Seu voo inaugural foi realizado em maio de 1992 e sua última missão ocorreu em maio de 2011.

O nome Endeavour, que em inglês significa "esforço, empreendimento", é uma homenagem ao barco homônimo da Marinha Real Britânica comandado pelo capitão James Cook em sua primeira viagem expedicionária, quando ele descobriu a Austrália e a Nova Zelândia, entre 1769 e 1771. As informações são da Associated Press.

As informações são da Agência Estado.

Postado por Fabrício Marques no(a) sábado, 13 de outubro de 2012 às 18:40. Categoria: , . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias