|

Documentario de Chacrinha gera polemica

O documentário "Alô, alô Terezinha" ainda não tem data para chegar aos cinemas, mas pela recepção que teve ontem, sexta-feira, no 13º Cinema Festival do Audiovisual, quando foi apresentado pela primeira vez, a polêmica marcará sua trajetória dentro e fora das telas. A obra, dirigida pelo experiente diretor de televisão Nelson Hoineff, destaca a trajetória do apresentador Chacrinha.

Ao mesmo tempo que recebeu entusiasmada acolhida por parte do público – cerca de 3 mil pessoas –, conseguiu angariar ataques de críticos e de alguns espectadores.

As opiniões entre jornalistas se dividiram quanto ao tom por vezes apelativo e grotesco do filme, especialmente no que concerne aos depoimentos das chacretes. Na produção, as histórias das dançarinas e dos calouros, que a câmera reencontra hoje, se sobrepõem a uma biografia convencional do Chacrinha.

A opinião de um tom polêmico se confirmou na conversa, entre jornalistas, interessados e o diretor do documentário, Nelson Hoineff. Há quem tenha questionado o fato de Hoineff ter utilizado um recurso similar de Chacrinha em seus programas de auditório de expor seus calouros ao grotesco e à humilhação, além de apelar à sensualidade e ao erotismo de dançarinas.

Fonte: Correiodoestado

Postado por Fabrício Marques no(a) domingo, 3 de maio de 2009 às 09:34. Categoria: . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias