|

Nokia é 1a em ranking do Greenpeace


A Nokia manteve seu posto de primeira colocada na atualização do guia quadrimestral “Greener Electronics”, do Greenpeace. A análise ranqueia as 18 maiores fabricantes de computadores pessoais, telefones, TVs e consoles de games de acordo com suas políticas em produtos químicos tóxicos, reciclagem e mudanças climáticas.



Desde a edição passada, a Nokia manteve o primeiro lugar e mostrou um leve aumento na pontuação, passando de 7,3 para 7,5. Ela ganhou pontos por eliminar certos agentes químicos de sua nova linha de produtos e pelas declarações de seu CEO de que apoiará a redução de 30% das emissões de gases causadores do efeito estufa em países industrializados até 2020.

A Sony Ericsson também teve boa avaliação, mantendo o 2º lugar e os 6,9 pontos graças ao seu desempenho com os agentes químicos e energia.

Devido à queda de outras empresas, a Philips sobe de 4º para 3º, a Motorola do 7º ao 4º e a Panasonic do 10º ao 6º - empatada com a Sony, que vem em 7º. A Apple se manteve em 5º. A HP vem em 8º, Sharp em 9º, Dell em 10º e Acer em 11º.

A grande queda foi da LG Electronics, que foi da 6ª para a 12ª posição por fazer falsas alegações sobre a eficiência energética de seus produtos. A Samsung também foi penalizada, caindo da 7ª para a 13ª posição. O problema foi a empresa não eliminar os retardantes BFRs de seus produtos no tempo estipulado e esconder que não conseguiria cumprir a meta.

Por um motivo semelhante, a Toshiba caiu da 3ª para a 14ª posição. Além de falhar na retirada dos produtos com BRF do mercado, a empresa também não estabeleceu uma nova data para a ação – o que o Greenpeace vê como falta de comprometimento com a ideia.

Em seguida vêm Fujitsu, em 15º, Microsoft, em 16º, e Lenovo em 17º.

A lanterninha do grupo é a Nintendo, que marca apenas 1,8 pontos e zera a contagem em critérios importantes, como o controle de lixo eletrônico.
Fonte: InfoOnline

Postado por Fabrício Marques no(a) quarta-feira, 2 de junho de 2010 às 18:20. Categoria: . Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta postagem através do RSS 2.0. Fique à vontade para deixar um comentário.

Categorias

Comentários Recentes

Últimas Notícias